Para onde ir Durante um Ataque de Pânico

É normal que durante uma crise do transtorno do pânico a pessoa que esteja sofrendo desse distúrbio se desespere e queira fazer alguma coisa para os seus sentimentos sessarem. No entanto, a resposta à questão para onde ir durante um ataque de pânico é muito simples: a lugar nenhum, o melhor que você tem a fazer, quando começar a crise, ése sentar e respirar profundamente, tomando consciência do que está acontecendo.

Também é comum que as pessoas que estejam tendo um ataque de pânico queiram ir ao pronto socorro, por acharem que estão sofrendo um infarto. Porém, é preciso conhecer os sintomas do transtorno, porque se o que você estiver sentindo está ligado ao distúrbio, o melhor é você esperar que a crise passe. No pronto socorre é bem provável que os médicos de plantão também acreditem que você está tendo um infarto e, por isso, iniciarão uma série de exames.

No entanto, ao finalizarem o procedimento e constatarem que você não tem nenhum problema cardiológico, o mais comum é que eles afirmem apenas que você não tem nada e pode ir para casa. Para quem está sofrendo de Síndrome do pânico, essa afirmação de um médico a seu respeito somente vai piorar o quadro do paciente, pois é bem provável que ele sinta-se ainda mais inseguro e ansioso pelo fato de “não ter tido nada”, quando na verdade, passou pelos piores momentos de sua vida, pouco tempo atrás.

As crises podem acontecer em qualquer lugar e a qualquer momento, por isso para onde ir durante um ataque de pânico no caso de você estar em umlocal público, como mercado, loja, rua, parque, restaurante ou qualquer outro espaço, é o banco mais próximo e se sentar. As crises costumam durar cerca de 10 minutos ou, em alguns casos menos frequentes, durante meia hora ou mais. Por isso, é importante que você tenha consciência do que está acontecendo e por mais que o medo queira tomar conta do seu corpo e da sua mante, é necessário usar a força interior para se controlar.

Como agir no transcorrer de uma crise de pânico

Os profissionais da saúde aconselham que, no decorrer de um ataque de pânico, você não ignore o que está sentindo, tampouco se deixar envolver pelos sintomas a ponto de perder o controle. Os sintomas são diversos e todos eles estão ligados à ansiedade, sendo que para você se certificar de que está tendo um ataque de pânico, é comum que sinta ao menos quatro deles.

Os principais sintomas físicos de um ataque de pânico são dor no peito, palpitações, tontura, tremor, suor em excesso, falta de ar, formigamento e náuseas. Você também pode ter outros sintomas, como achar que vai enlouquecer, que vai perder o controle, que alguma coisa terrível vai acontecer, ou mesmo, que está prestes a morrer. No entanto, depois que a crise passa, todos os sintomas vão embora e você restabelece o controle da situação novamente.

Se você estiver acompanhado de alguém, diga pelo que você está passando e peça que essa pessoa permaneça ao seu lado, em silêncio, até que a crise cesse. A partir do momento em que você não se desespera, é mais fácil de lidar com esses sintomas tão adversos. Caso você não tenha buscado ajuda de um profissional da saúde mental ainda, não hesite mais e marque uma consulta o quanto antes. Quanto mais você adiar o seu tratamento, mais fortes e frequentes podem ser as novas crises de pânico, além disso, você pode somar a sua Síndrome do pânico outros problemas relacionados à ansiedade, como fobias e depressão.

 

6 Comentários

  1. muito boa esta matér janeiro 31, 2014
  2. alice julho 7, 2014
    • Sandra Coelho julho 11, 2014
  3. Eduardo Almeida outubro 8, 2014
    • Janaina de Morais novembro 25, 2016
  4. Janaina de Morais novembro 25, 2016

Deixar um Comentário