Medo de sentir medo?

O medo de sentir medo pode ser definido como a sensação mais presente nas pessoas com a Síndrome do Pânico. Esse medo se origina das crises, causadas pela doença, fazendo com que a pessoa passe a evitar determinados ambientes, por medo de desencadear outros ataques de pânico.

Quando a pessoa chega ao ponto de se isolar completamente do mundo por ter medo de tudo, isso passa a ser uma complicação da Síndrome do Pânico, a Agorafobia, que é o medo de sentir medo. Ela causa um terror enorme na cabeça do indivíduo portador do transtorno, que passa a evitar ambientes onde tenham muitas pessoas e, se não tratada, faz com que o indivíduo vá se isolando cada vez mais do mundo, ficando longe de tudo e de todos.

A origem do medo e as dificuldades causadas pela Agorafobia

Normalmente, após uma situação muito traumática, como uma perda, um acidente, sequestro ou assalto, é quando os primeiros sintomas da Síndrome do Pânico começam a aparecer. Se a pessoa não procura ajuda, a tendência é de que as crises aumentem e a doença se instale. Quando os parentes e amigos não dão apoio e veem a doença como “frescura” é comum que a situação se agrave. E, quando isso acontece, o individuo fica a um passo de desenvolver a agorafobia.

A pessoa acometida por essa complicação do pânico costuma ter dificuldades para tudo e se torna uma pessoa absolutamente frágil e indefesa, tamanho é seu medo. Quem tem a Agorafobia evita sempre:

– Ficar em locais com muitas pessoas (o que comumente é confundido com a Fobia Social)

– Não dirige, por medo de estradas, acidentes, de passar por túneis e até mesmo de congestionamentos

– Medo de ficar sem telefone e de não ter para quem ligar no caso de uma emergência.

– Tem medo de ter um ataque de pânico durante o banho

O ideal para quem já chegou ao extremo da Agorafobia é nunca ficar totalmente desacompanhado (a). Isso porque a pessoa pode ter uma crise de pânico e estar completamente sozinha, o que aumenta o medo e o risco para o próprio indivíduo. Certamente o doente tem pelo menos alguém de confiança, que possa ficar ao seu lado para lhe ajudar a passar por este problema. Seja a mãe, pai, irmão, amigo ou qualquer outra pessoa, deve acompanhar o portador da síndrome todo o tempo.

Você quer se livrar de vez da Síndrome do Pânico? Então veja aqui como acabar com esse mal e viver uma vida plena e cheia de saúde!

 

4 Comentários

  1. mari junho 12, 2014
  2. Matheus junho 22, 2014
    • Sandra Coelho julho 10, 2014
  3. Stephanie novembro 5, 2014

Deixar um Comentário

For security, use of Google's reCAPTCHA service is required which is subject to the Google Privacy Policy and Terms of Use.

If you agree to these terms, please click here.