Complicações Síndrome do Pânico

Faz-se muito necessário que as pessoas que suspeitam que tenham tido uma crise de pânico busque ajude profissional. Se você passou por todas as sensações que definem o ataque, como palpitações, dor no peito, suor, tremor, tontura, náusea, medo de enlouquecer, ou mesmo, de morrer, sendo que o quadro se repetiu mais de uma vez, então, não perca tempo. Se não tratado, o distúrbio pode resultar em complicações Síndrome do pânico e o problema pode se agravar.

Não é regra que você adquira outros transtornos da ansiedade, porém, é melhor prevenir do que remediar e, por isso, buscar ajuda profissional é o primeiro passo. O mais comum é que as pessoas se consultem com psiquiatras e psicólogos, mas se você preferir também pode buscar ajuda de terapeutas. De qualquer forma, antes de mais nada, o médico é quem vai confirmar que você realmente está sofrendo com o transtorno do pânico, pois o que você pode ter é outro problema semelhante, que provoca sintomas semelhantes.

Entre as complicações Síndrome do pânico que podem acometer você, devido à repetição e severidade dos ataques, estão fobias associadas direta  ou indiretamente, ansiedade basal, ansiedade de antecipação, hipocondria, agorafobia , desmoralização, auto depreciação e depressão. Você também pode sofrer com o abuso de drogas e alcoolismo.

Problemas associados ao transtorno do pânico

A ansiedade basal é uma das complicações que podem resultar de uma Síndrome do pânico não tratada, ou mesmo, que demorou para ser diagnosticada. Ela é caracterizada por tensão e dores musculares, além de provocar dificuldade para relaxar, impaciência,  irritabilidade, insônia, fadiga, intolerância ao  barulho e agressividade verbal.

Já a ansiedade de antecipação ocorre quando você associa os lugares onde já teve um ataque de pânico com a possibilidade dele se repetir. Assim, você evita esses locais, por menos que o ataque esteja relacionado diretamente ao lugar. De qualquer forma, a pessoa pode ter novas crises. A evitação fóbica é parecida e acontece se você ficar ansioso ao tentar enfrentar uma situação que acredita que vai desencadear um ataque. Se a ansiedade for muito grande, você também pode ter uma nova crise, porém, evitar essa situação não é o melhor a se fazer, pois o medo de enfrentá-la vai crescer.

A hipocondria também pode se desenvolver em uma pessoa com o distúrbio e diz respeito a uma preocupação excessiva com a própria saúde física. Pessoas com hipocondria costumam achar que estão com sérios problemas de saúde e, em casos mais severos, não acreditam nos médicos e nem nos exames realizados. Se você adiar o seu tratamento também pode desenvolver fobias, sendo que elas podem estar ou não associadas com ataques prévios de pânico. De qualquer forma, a pessoa começa a temer qualquer lugar ou determinados locais onde ela acredita que pode sofre um ataque de pânico.

A desmoralização e a autodepreciação resultam de quadros de ansiedade em conjunto com o estado fóbico. Assim, você pode perder em qualidade de vida, ao não se dar a devida atenção e também se responsabilizar pela doença, perdendo a vontade de superar o problema. A depressão é outra complicação comum, sendo que ela é secundária e pode aparecer justamente quando você melhorar da Síndrome do pânico.

Tudo isso vai depender da gravidade do transtorno do pânico, sendo que isso pode ser avaliado através de dois fatores: gravidade dos ataques de pânico em si e grau de evitamento agorafóbico. O primeiro pode ser leve, com uma crise por mês; moderado, quando os ataques variam entre leves e graves; e grave, quando a pessoa tem ao menos oito crises por mês. Já o evitamento agorafófico é leve quando a pessoa evita certos lugares e situações, mesmo assim, consegue ter uma vida normal; moderado, quando a pessoa restringe o seu estilo de vida em alguns aspectos; e grave, quando toda a sua vida muda e a pessoa nem mais consegue sair de casa desacompanhada.

 

10 Comentários

  1. Carlla abril 15, 2014
    • Sandra Coelho abril 23, 2014
  2. Vitória junho 19, 2014
    • Sandra Coelho junho 19, 2014
  3. mannuh agosto 20, 2014
    • Sandra Coelho agosto 29, 2014
  4. sandro novembro 27, 2014
    • Ana Paula setembro 20, 2016
  5. Alice Maria outubro 25, 2016
  6. BEATRIZ dezembro 4, 2016

Deixar um Comentário