Como uma boa alimentação pode influenciar o tratamento da Síndrome do Pânico

A Síndrome do Pânico é um transtorno de ansiedade grave e que tende a piorar com o tempo, caso o individuo acometido pela doença não faça o tratamento médico e psicológico adequado. Mas, como a doença apresenta também manifestações físicas, a alimentação da pessoa pode fazer toda a diferença. Por isso, veja como uma boa alimentação pode influenciar no tratamento da Síndrome do Pânico!

Todos os alimentos que ingerimos ao longo do dia tem algum tipo de impacto no sistema nervoso e no organismo em geral. A cafeína (presente no café e nos refrigerantes), por exemplo, causa excitação e ansiedade no sistema nervoso, o que não é recomendado para pessoas que tenham a Síndrome do Pânico, por aumentar a ansiedade e deixá-las mais propensas a ter crises.

A partir do momento que essa pessoa passa a ter uma alimentação mais equilibrada, ela ingere todas as vitaminas e minerais necessários para o bom funcionamento do organismo. Assim, a ansiedade diminui e a sensação de fraqueza, mal-estar, cansaço e falta de ar diminuem consideravelmente.

Dicas para uma boa alimentação para quem tem a Síndrome do Pânico

  • Tomar bastante água, pois quando o organismo está bem hidratado, a chance de você ter tonturas e dores de cabeça diminui bastante.
  • Evite os doces. Pessoas ansiosas tendem a comer alimentos muito calóricos, o que pode gerar outros problemas, como a obesidade e o diabetes.
  • Evite alimentos que estimulem o sistema nervoso, aumentando a ansiedade, como a já citada anteriormente: cafeína. Ela é uma verdadeira vilã para pessoas ansiosas e pode ajudar a dar o gatilho nas crises de pânico.
  • Aposte nas frutas. Elas contêm vitaminas e minerais que ajudam a estabilizar o sistema nervoso, evitando a ocorrência de novas crises.
  • Substitua o café pelos chás calmantes, como camomila, passiflora ou valeriana.
  • As saladas também são uma boa pedida. Elas são ricas em vitaminas do complexo B, que auxiliam no bom funcionamento do sistema nervoso, além de comprovadamente ajudarem na diminuição da ansiedade.

Lembrando que a boa alimentação não é o foco central do tratamento da Síndrome do Pânico, mas é um fator importante para o controle dos sintomas e ajuda muito a pessoa acometida pela doença a superar os momentos de crise.

Você quer aprender outros métodos para conseguir se livrar de vez da Síndrome do Pânico? Então clique aqui e veja como recuperar a sua saúde e voltar a ter uma vida normal e produtiva!

 

22 Comentários

  1. Mah agosto 16, 2013
  2. gilse setembro 15, 2013
    • desconhecida dezembro 24, 2014
  3. William dezembro 20, 2013
  4. William dezembro 20, 2013
  5. jane dezembro 23, 2013
  6. Sandra Coelho dezembro 23, 2013
  7. renato Janeiro 8, 2014
  8. Nando Vitorioso Abril 10, 2014
  9. Evandro Abril 22, 2014
  10. marcelo julho 3, 2014
    • Sandra Coelho julho 10, 2014
  11. Eugênio Sanches julho 25, 2014
  12. Ewerton Villar agosto 25, 2014
  13. adriana setembro 1, 2014
  14. Cesar setembro 15, 2014
  15. eliane bela ribeiro setembro 24, 2014
  16. eliane bela ribeiro setembro 24, 2014
  17. eliane bela ribeiro setembro 24, 2014
  18. rebeca setembro 29, 2014
  19. edy outubro 7, 2014
  20. ana Kessia Janeiro 2, 2015

Deixar um Comentário